Fique em dia com a gente e concorra a prêmios

Equatorial Pará finaliza obra beneficente em Castanhal

A distribuidora investiu mais de R$ 500 mil na construção da nova sede da Associação Castelo dos Sonhos

Na manhã desta sexta-feira (16), a Equatorial Energia Pará concluiu mais uma obra beneficente por meio do projeto E+ Comunidade. A empresa contemplou a Associação Castelo dos Sonhos, localizada no município de Castanhal, com a construção do novo prédio da sede da instituição, além da aquisição de equipamentos que auxiliam na educação das mais de 300 crianças e adolescentes atendidos pela iniciativa.

O Castelo dos Sonhos é um projeto referência em Castanhal há mais de 20 anos e trabalha com a comunidade do bairro do Jaderlândia, localizado na periferia do município. As atividades desenvolvidas são futebol, ballet, natação, além de palestras educativas que precisam de apoio e espaço estruturado para continuar o seu progresso. Por isso, o investimento social da distribuidora foi na ordem de R$ 500 mil para beneficiar diretamente os alunos da instituição e auxiliar, indiretamente, as centenas de famílias dos jovens envolvidos no projeto.

A analista de responsabilidade social da Equatorial Pará, Michelle Miranda, fala um pouco da conclusão dos trabalhos em meio a um período difícil:

“A pandemia fez com que alguns trabalhos se estendessem mais para serem concluídos, mas estamos conseguindo superar esse desafio e fazer a entrega dentro de um cronograma lógico. Assim atenderemos todas as pessoas que dependem da instituição, de forma segura e assertiva”, ressalta Michelle.

Para a coordenadora da associação, Silvia Moreira, esse é o incentivo que pode mudar a história da instituição de 23 anos de existência:

“Desde 1998 atendemos jovens e crianças da região em situação de vulnerabilidade social, mas é a primeira vez que conseguimos construir uma sede para atender um público maior, proporcionando um ambiente mais saudável, seguro e com ensino de mais qualidade por meio da compra de todos os equipamentos necessários para esses alunos. Sem dúvidas, foi um marco na nossa história e por isso, só temos a agradecer a Equatorial Pará por continuar incentivando sonhos de muitos jovens”, completa Silvia.

Durante a pandemia, a instituição precisou parar suas atividades presenciais, mas ainda pretende iniciar alguns cursos profissionalizantes em parceria com várias empresas que auxiliam a associação. Uma das oficinas previstas é o “Cores de Belém”, um projeto também incentivado pela Equatorial Pará que tem por objetivo capacitar jovens através das artes plásticas, desenvolvendo habilidades com aulas teóricas e práticas a fim de despertar novos talentos para a profissão de artistas grafiteiros.

Um dos jovens atendidos pelo Associação Castelo dos Sonhos, Fagner Rodrigues, 14, conta que está ansioso para iniciar o novo curso como oportunidade de se inserir no mercado de trabalho futuramente:

“Na associação além da gente ficar ocupado com atividades educativas e esportivas, ainda temos a oportunidade de nos profissionalizar com cursos como esse ofertados através de parceiros como a Equatorial Pará. Estou ansioso para começar assim que pudermos voltar às salas de aula com mais segurança”, conclui.

OUTROS INVESTIMENTOS SOCIAIS - Neste primeiro semestre de 2021, a Equatorial Energia Pará ainda concluirá outras três obras em instituições beneficentes do Estado. Por meio do projeto E+ Comunidade, a empresa contemplará com melhorias, construções de estrutura física e aquisição de equipamentos a Ong Noolhar, em Inhangapi, a Casa da Cultura, em Santarém e a A Associação Paraense das Pessoas com Deficiência (APPD), localizada em Belém. 

Todas as obras estão em estágio final. Na Ong Noolhar de Inhangapi, estão sendo finalizados os detalhes da nova sede, onde também foi disponibilizado maquinário para a produção de produtos a partir de iniciativas sustentáveis de reciclagem, o que garante a geração de emprego e renda para as pessoas atendidas pelo projeto. 

Mais leve que 3 selfies

Baixe agora o App da Equatorial Energia na sua loja de aplicativos.